Rua Regina Badra 576 Alto da Boa Vista - SP
11 5524 9054

São João Del Rei (MG) aprova por unanimidade a Política Municipal de Práticas Integrativas e Complementares

São João Del Rei (MG) aprova por unanimidade a Política Municipal de Práticas Integrativas e Complementares

Votada e aprovada por unanimidade da Câmara de Vereadores da cidade mineira de São João Del Rei em 18 de março de 2014 a Política Municipal de Práticas Integrativas e Complementares, a PMPIC.
Esse ato político vem marcar não apenas a história de saúde neste município como reconhecer a trajetória de trabalho e a experiência com as Práticas Integrativas e Complementares (PIC) desenvolvidas com compromisso e persistência pelo médico antroposófico Paulo Maurício de Oliveira Vieira, coordenador do Centro de Referência em Medicina Antroposófica do Sistema Único de Saúde de SJDR. O exitoso trabalho acontece graças a uma bela parceria entre a Associação Comunitária Yochanan e a Secretaria Municipal de Saúde, sendo também apoiado pela Secretaria Estadual de Saúde e pelo Ministério da Saúde.
À frente desse trabalho desde 2002, atuando inicialmente como médico de família no bairro Tijuco, o Doutor Paulo Maurício abriu os caminhos para que a importância dessas práticas fosse reconhecida pelos representantes locais. Os resultados práticos alcançados com as consultas em medicina antroposófica e suas terapias conquistaram os moradores do bairro, de todo o município e também dos arredores de SJDR.
A PMPIC foi apresentada pela vereadora Lívia Guimarães (PT) e quando implantada, deverá fortalecer e ampliar o acesso gratuito à medicina antroposófica, homeopatia, acupuntura, fitoterapia e outras práticas no município, garantindo ainda que futuras mudanças na gestão municipal não provoquem descontinuidade ou suspensão das atividades.
Segundo a Coordenação de PIC do Estado de Minas Gerais, as PIC são sistemas e recursos terapêuticos que buscam estimular os mecanismos naturais de prevenção de doenças e de recuperação da saúde por meio de tecnologias eficazes e seguras, com ênfase na escuta acolhedora, no desenvolvimento do vínculo terapêutico e na integração do ser humano com o meio ambiente e a sociedade. A Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, a PNPIC foi aprovada pelo Ministério da Saúde em 2006. Em Minas Gerais, a Secretaria Estadual de Saúde validou a Política Estadual de Práticas Integrativas e Complementares, a PEPIC em 2009. Outros municípios de Minas como Uberlândia e Brumadinho também já implantaram a PMPIC.